Queda de cabelo pós-Covid. O que é preciso saber?

Neste texto você vai entender como cuidar da queda de cabelo causada pelo Covid-19, o eflúvio telógeno que se tornou cada vez mais frequente devido a pandemia.
queda de cabelo covid

A aparência dos cabelos está ligada diretamente a nossa autoestima e ao modo como queremos nos apresentar para a sociedade. Porém, muitos fatores podem interferir na saúde dos cabelos e levar ao aumento da quantidade de fios perdidos diariamente. Entenda agora o que é a queda de cabelo pós-Covid, o que você precisa saber e porque tantas pessoas relatam um aumento da queda dos fios.

A queda de cabelo pode ser uma das consequências de doenças altamente inflamatórias para nosso organismo como, por exemplo, o COVID-19. De maneira muito resumida, como qualquer outra doença aguda um pouco mais intensa, o coronavírus tem a capacidade de acelerar o metabolismo para alcançar a cura. Durante esse processo, o organismo desvia todos os seus recursos, incluindo os nutrientes para as regiões consideradas vitais e assim combater o problema. E, consequentemente, deixa poucos recursos para os cabelos e as unhas.

Chamamos de eflúvio telógeno, a queda dos cabelos que seguem este tipo de padrão, que se trata de uma queda aguda e intensa, chegando a cair mais de 600 fios por dia. Geralmente o eflúvio telógeno desenvolve-se entre 1 e 4 meses após o evento desencadeante. O início pode associado por um estresse físico ou emocional, uma doença (exemplo: COVID-19), um medicamento, febre, parto, luto, infecção, entre outros. Algumas pessoas relatam junto com a queda dos fios uma dor e aumento da sensibilidade do couro cabeludo.


COMO CUIDAR DOS CABELOS COM EFLÚVIO TELÓGENO CAUSADO PELO COVID-19?

 

Para recuperar a saúde dos fios e controlar a queda dos cabelos, é recomendado realizar exames clínicos, como a tricoscopia e outros que o seu profissional te indicará. Com base nas análises, será realizado um tratamento focado para as alterações e carências as suas carências individuais. 

Podem ser indicados alguns tratamentos sinérgicos, baseados em artigos científicos, para potencializar os resultados, como:

  • Nutracêuticos, que aumentam a energia, nutrição e qualidade dos fios.
  • Medicamentos efetivos na multiplicação dos fios, por ser capaz de promover o crescimento capilar.
  • Procedimentos não invasivos, como o laser de baixa potência, que auxilia no aumento da microcirculação, oxigenação e renovação dos cabelos.
  • Procedimentos minimamente invasivos, como o microagulhamento, o MMP (microinfusão de medicamentos na pele).

O estudo das manifestações da COVID-19 com relação ao cabelo precisa de mais definições. Até o momento, foi possível observar apenas eflúvio telógeno pós-infeccioso causada pelo COVID-19. O início e a capacidade da queda de cabelo dependeram da gravidade clínica da doença. Em muitos casos houve recuperação completa dos cabelos.

Especialistas relatam que a queda dos cabelos causada pelo eflúvio telógeno pode parar sozinha após 6 meses (fase aguda), contudo a quantidade de massa capilar perdida dependerá de cada indivíduo. E não é possível identificar precocemente se a queda vai parar ou não. Caso a queda dos cabelos continue após 6 meses é chamado de fase crônica, e não existe uma certeza em relação ao tempo de normalização sem intervenção e cuidados.

Apesar do eflúvio telógeno ser muito conhecido, mais estudos serão necessários para compreender a longo prazo sua associação à infecção por COVID-19. Por esse motivo procure rapidamente a ajuda de um profissional tricologista de sua confiança para auxiliar em todo o processo de controle da queda dos cabelos.

 

QUAIS OS CUIDADOS QUE DEVO TER COM A ROTINA CAPILAR?

O primeiro passo para cuidar qualquer tipo de queda dos cabelos é importante manter a calma. O segundo passo é procurar um profissional tricologista de sua confiança para avaliar e te guiar no processo de recuperação dos fios.

 

Alguns outros hábitos que você pode começar a introduzir na sua rotina capilar além dos produtos ou tratamento indicado:

 

  • Boa alimentação
  • Relaxar
  • Dormir bem
  • Diminuir a ingestão de álcool
  • Diminuir o hábito de fumar
  • Proteger os cabelos dos raios solares
  • Higiene adequada dos cabelos e couro cabeludo
 

Todos esses hábitos mais saudáveis citados já são comprovados em literatura que podem aumentar o impacto negativo na saúde do couro cabeludo, e consequentemente dos cabelos.

melhor vitamina para os cabelos haircêutico

Este texto foi escrito pela farmacêutica Maria Eliza Samy baseado nas referências científicas abaixo:

Moradi, F., Enjezab, B., & Ghadiri-Anari, A. (2020). The role of androgens in COVID-19. Diabetes & Metabolic Syndrome: Clinical Research & Reviews, 14(6), 2003–2006. doi:10.1016/j.dsx.2020.10.014

Moreno‐Arrones, O. M., Lobato‐Berezo, A., Gomez‐Zubiaur, A., Arias‐Santiago, S., Saceda‐Corralo, D., Bernardez‐Guerra, C., … Vañó‐Galván, S. (2020). SARS‐CoV‐2‐induced telogen effluvium: a multicentric study. Journal of the European Academy of Dermatology and Venereology. doi:10.1111/jdv.17045

Olds, H., Liu, J., Luk, K., Lim, H. W., Ozog, D., & Rambhatla, P. V. (2021). Telogen effluvium associated with COVID‐19 infection. Dermatologic Therapy, 34(2). doi:10.1111/dth.14761

Pereira JM. Eflúvio telógeno após dermatite de contato no couro cabeludo. An Bras Dermatol. 2006;81(5 Supl 3):S288-9.

Trüeb, R. M., Dutra Rezende, H., & Reis Gavazzoni Dias, M. F. (2020). What Can the Hair Tell Us About COVID‐19? Experimental Dermatology. doi:10.1111/exd.142

Deixe seu comentário

Compartilhe nosso conteúdo

CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA DICAS E NOVIDADES SOBRE A HAIRCĒUTICO

Fique tranquila(o) nós não enviamos spam!

Carrinho de compras

Entrar

Ainda não tem conta?

Usamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.
Comece a digitar para ver os produtos que procura.